Formação Profissional e Pós-Graduação em Acupuntura

A Acupuntura é talvez a mais conhecida no Ocidente, das técnicas de tratamento empregadas pela ancestral Medicina Chinesa. Sua origem se perde na história da China, pois pesquisadores encontraram pinturas rupestres representando o tratamento de seres humanos doentes através da inserção de pedras afiadas em seus corpos, pinturas estas datadas entre 15.000 e 18.000 anos! Escritos clássicos da Medicina Chinesa demonstram que aproximadamente há 5.000 anos essa técnica já estava muito bem estabelecida e em ampla utilização no território chinês, sendo parte integrante das habilidades ensinadas de mestres a discípulos em uma longa linhagem de terapeutas, os Médicos Chineses, que utilizavam de seus instrumentos, as agulhas de vários tamanhos e formatos, para trazer o equilíbrio à saúde de pessoas doentes de todas as idades.

Hoje amplamente estudada em todo o ocidente, onde um úmero cada vez maior de estudos científicos comprovam sua atuação e eficácia no tratamento de diversas condições anômalas da saúde, tanto humana quanto animal, a Acupuntura foi reconhecida pela UNESCO em 2010 como Patrimônio Cultural Intangível da Humanidade, e é amplamente utilizada em todo o mundo como Técnica Terapêutica, praticada por profissionais capacitados.

A Acupuntura foi inserida no Brasil na primeira metade do século XX pelos imigrantes japoneses que vieram em busca de uma oportunidades de melhorar de vida e foram trabalhar na lavoura dos estados do sul e sudeste do país. Dentre estes imigrantes, profissionais habilitados em Acupuntura no Japão vieram trazendo seu conhecimento e experiência clínica e utilizavam toda essa bagagem, primeiramente entre os membros da própria colônia, posteriormente entre todos os que buscavam auxílio para eliminar suas dores e sofrimentos físicos e emocionais.

Atualmente, no Brasil, a profissão de Acupunturista está em pleno crescimento, com a crescente conscientização por parte da população de que meios naturais de tratamento da saúde são menos agressivos e possuem menores efeitos colaterais indesejáveis. Apesar de ainda não regulamentada, a profissão de Acupunturista pode ser exercida sob o amparo da CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL, que em seu Artigo 5°, inciso XIII afirma que “…XIII – é livre o exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão, atendidas as qualificações profissionais que a lei estabelecer;”. Desta forma o profissional brasileiro que se dedica à Acupuntura pode ser tanto um profissional de nível técnico, tendo concluído com êxito um curso livre de Formação Profissional em Acupuntura, quanto um profissional de nível superior na Área da Saúde, tendo concluído com êxito um curso de Pós-Graduação em Acupuntura e, desde que reconhecido pelo seu Conselho Profissional, sendo então denominado Especialista em Acupuntura.

Fechar Menu