A Medicina Chinesa perante o COVID-19 (Coronavírus)

A Medicina Chinesa perante o COVID-19 (Coronavírus)

A acupuntura e os fitoterápicos são eficazes no tratamento do COVID-19 (doença do coronavírus 19). A Comissão de Saúde de Pequim observa que 87% dos pacientes com COVID-19 em Pequim receberam tratamento com medicina tradicional chinesa (acupuntura e ervas). A comissão documenta que a taxa efetiva total para pacientes que recebem tratamento com MTC (medicina tradicional chinesa) é de 92%. [1]

Gao Xiaojun, porta-voz da Comissão de Saúde de Pequim, anunciou que os médicos chineses determinaram os planos de tratamento da medicina chinesa para pacientes COVID-19 recém-diagnosticados, afetados, graves e gravemente doentes. Em um anúncio formal, Gao Xiojun citou uma breve história de um paciente com COVID-19 que sofria de febre. Três especialistas em MTC do Hospital Dongzhimen e Hospital Ditan formularam e administraram um plano de tratamento para MTC. Na manhã seguinte, a temperatura do paciente caiu significativamente para 37,2 graus Celsius.

O porta-voz acrescentou que existem muitos casos semelhantes e que a medicina chinesa “desempenhou um papel ativo na melhoria da taxa de cura e na redução da taxa de mortalidade”. [2] A Comissão de Saúde de Pequim estabeleceu grupos de especialistas em MTC em nível de cidade, distrito e hospital para estabelecer protocolos de tratamento para a prevenção e tratamento de pacientes com COVID-19.

A Administração Nacional de Medicina Tradicional Chinesa (NATCM) registra resultados significativos. Hong-Zhi, dentre outros, documentaram que a fórmula herbal Qing Fei Pai Du Tang teve uma taxa de resposta de 90% para 214 pacientes COVID-19 com pneumonia. [3] Dos 90%, os sintomas melhoraram acentuadamente em ≥60% dos pacientes e os 30% restantes estabilizaram.

De acordo com Hong-Zhi, os médicos de medicina chinesa ajustam os tratamentos com base em diagnósticos diferenciais dependentes das apresentações atuais de pneumonia. Embora o Qing Fei Pai Du Tang seja recomendado pelo NATCM, os protocolos de tratamento variam de acordo com as considerações de diagnóstico. [4]

Li Yu (Departamento de Ciência e Tecnologia da Administração Estatal de Medicina Tradicional Chinesa) observa que dos 701 pacientes COVID-19 tratados com Qing Fei Pai Du Tang, 130 pacientes foram curados, sintomas como febre e tosse completamente resolvidos em outros 51 pacientes, houve melhora dos sintomas em 268 pacientes adicionais e estabilização em 212 pacientes. [5]

Em uma análise detalhada de 351 pacientes, Li Yu observa que 112 pacientes tinham uma temperatura corporal superior a 37,3 graus Celsius. Após tomar Qing Fei Pai Du Tang por um dia, 51,8% da temperatura corporal dos pacientes retornaram ao normal. Após 6 dias, 94,6% retornaram à temperatura normal.

Dos 351 pacientes, 214 tiveram tosse. Após um dia tomando Qing Fei Pai Du Tang, 46,7% das tosses dos pacientes foram completamente resolvidas. Após 6 dias, 80,6% apresentaram reduções significativas na tosse. [6] Em descobertas relacionadas de duas investigações independentes, o remédio herbal Lian Hua Qing Wen Capsule ajudou a resolver os sintomas do COVID-19 e promoveu a recuperação. [7, 8]

Para que a acupuntura ajude os praticantes da MTC a combater o surto de coronavírus, a Associação Chinesa de Acupuntura e Moxabustão emitiu Diretrizes de Tratamento de Acupuntura para COVID-19 (Segunda Edição). [9] As diretrizes foram divididas em três estágios: prevenção, tratamento e recuperação. Para o estágio de prevenção, a acupuntura é administrada para fortalecer o zheng qi (energia saudável) e para beneficiar as funções pulmonares e do baço no combate a patógenos estrangeiros. Os pontos de acupuntura primários selecionados para esta etapa são categorizados em 3 grupos; 1–2 pontos de acupuntura são selecionados de cada grupo durante uma sessão de acupuntura:

  • Grupo 1: B2 (Fengmen), B13 (Feishu), B20 (Pishu)
  • Grupo 2: IG4 (Hegu), IG11 (Quchi), P5 (Chize), P10 (Yuji)
  • Grupo 3: VC6 (Qihai), E36 (Zusanli), BA6 (Sanyinjiao)

Um conjunto secundário é adicionado dependendo dos sintomas individuais. Para febre, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • VG14 (Dazhui)
  • VC22 (Tiantu)
  • P6 (Kongzui)

Para náuseas, fezes soltas, língua aumentada com revestimento oleoso e pulso suave (empapado), são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • VG14 (Zhongwan)
  • E25 (Tianshu)
  • E40 (Fenglong)

Para fadiga e falta de apetite, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • VC12 (Zhongwan)
  • VC9 (Shuifen), VC7 (Yinjiao), R16 (Qizhousixue)
  • B20 (Pishu)

Para secreção nasal clara, dor nas costas e dor, língua pálida com revestimento branco e pulso moderado, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • B10 (Tianzhu)
  • B12 (Fengmen)
  • VG14 (Dazhui)

Na fase de tratamento, a acupuntura é aplicada para interromper o progresso da doença, com base no princípio Pei Tu Sheng Jin (para aumentar a produção de metal) e para aliviar o humor (secreções). Os principais pontos de acupuntura selecionados para esta etapa são categorizados em 3 grupos. Para casos leves a moderados, 2 a 3 pontos de acupuntura são selecionados dos grupos 1 e 2 durante cada sessão de acupuntura. Para casos graves, recomenda-se 2 a 3 pontos de acupuntura adicionais do grupo 3.

  • Grupo 1: IG4 (Hegu), F3 (Taichong), VC22 (Tiantu), P5 (Chize), P6 (Kongzui), E36 (Zusanli), BA6 (Sanyinjiao)
  • Grupo 2: B11 (Dashu), B12 (Fengmen), B13 (Feishu), B15 (Xinshu), B17 (Geshu)
  • Grupo 3: P1 (Zhongfu), VC17 (Danzhong), VC6 (Qihai), VC4 (Guanyuan), VC12 (Zhongwan)

Um conjunto secundário é adicionado dependendo dos sintomas individuais. Para febre persistente, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • VG14 (Dazhui)
  • IG11 (Quchi)
  • EX-UE11 (Shixuan)
  • EX-HN6 (Erjian)

Para aperto no peito e falta de ar, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • PC6 (Neiguan)
  • P7 (Lieque)
  • VC14 (Juque)
  • F14 (Qimen)
  • R6 (Zhaohai)

Para a tosse com escarro, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • P7 (Lieque)
  • E40 (Fenglong)
  • EX-B1 (Dingchuan)

Para diarréia com fezes soltas, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • E25 (Tianshu)
  • E37 (Shangjuxu)

Para tosse com expectoração amarela e pegajosa e constipação, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • VC22 (Tiantu)
  • TA6 (Zhigou)
  • E25 (Tianshu)
  • E40 (Fenglong)

Para febre baixa, náusea, fezes soltas e língua vermelho-pálida com revestimento branco-oleoso, são adicionados os seguintes pontos de acupuntura:

  • B13 (Feishu)
  • E25 (Tianshu)
  • BA14 (Fujie)
  • PC6 (Neiguan)

No estágio de recuperação, a acupuntura é aplicada para eliminar patógenos do corpo e recuperar as funções pulmonares e do baço. Os seguintes pontos de acupuntura principais são recomendados:

  • PC6 (Neiguan)
  • E36 (Zusanli)
  • VG14 (Zhongwan)
  • E25 (Tianshu)
  • VC6 (Qihai)

Um conjunto secundário de pontos de acupuntura é adicionado dependendo dos sintomas individuais. Para a deficiência de qi no pulmão e no baço, são adicionados conjuntos de pontos para condições específicas:

  • Se os sintomas pulmonares (por exemplo, aperto no peito, falta de ar) forem pronunciados, VC17 (Danzhong), B13 (Feishu), and P1 (Zhongfu) são adicionados.
  • Se os sintomas do baço (por exemplo, falta de apetite, diarréia) forem pronunciados, serão adicionados VC13 (Shangwan) e BA9 (Yinlingquan).

Para pacientes com deficiência de qi e yin, os seguintes pontos de acupuntura são recomendados para apresentações específicas:

  • Se houver fadiga e falta de ar, VC17 (Danzhong) e VC8 (Shenque) são adicionados.
  • Se houver boca seca e sede, R3 (Taixi) e TA4 (Yangchi) são adicionados.
  • Se houver palpitações, B15 (Xinshu) e B14 (Jueyinshu) serão adicionados.
  • Se houver transpiração intensa, IG4 (Hegu), R7 (Fuliu) e E36 (Zusanli) são adicionados.
  • Se houver insônia, serão adicionados C7 (Shenmen), EX-HN3 (Yintang), EX-HN19 (Anmian) e R1 (Yongquan).

Diretrizes adicionais foram publicadas para pacientes com escarro e estase bloqueando os canais com deficiência pulmonar e baço subjacente:

  • Para pacientes com sintomas no pulmão, baço e coração (por exemplo, aperto no peito, falta de ar), B13 (Feishu), B20 (Pishu), B15 (Xinshu), B17 (Geshu), P1 (Zhongfu) e VC17 (Danzhong) são adicionados.
  • Se o escarro for improdutivo, são adicionados E40 (Fenglong) e EX-B1 (Dingchuan).

Os pontos de acupuntura mencionados acima podem ser estimulados com acupuntura, moxabustão ou massagem. Se for usada acupuntura, as agulhas devem ser manipuladas com a técnica de reforço e atenuação leve (Ping Bu Ping Xie) durante o tempo de retenção de agulha de 20 a 30 minutos. Se a moxabustão for aplicada, a moxa deve aquecer os pontos por 10 a 15 minutos. O tratamento é administrado uma vez ao dia.

Pesquisa anterior Pesquisadores do Hospital de Medicina Tradicional Chinesa de Pequim, cuja pesquisa foi publicada no Chinese Acupuncture and Moxibustion Journal, concluíram que a acupuntura é eficaz para o tratamento do coronavírus SARS de 2003. [10] Um total de 20 pacientes foram avaliados no estudo. Eles apresentaram fadiga, falta de ar, aperto no peito e outros sintomas. A radiografia foi usada no processo de determinação de melhorias. Os pontos de acupuntura foram selecionados para pacientes entre os seguintes:

  • B11 (Dashu)
  • B12 (Fengmen)
  • B13 (Feishu)
  • B17 (Geshu)
  • B43 (Gaohuangshu)
  • B20 (Pishu)
  • B21 (Weishu)
  • ID12 (bingfeng)
  • ID13 (Quyuan)
  • VC22 (Tiantu)
  • VC17 (Danzhong)
  • P1 (Zhongfu)
  • R26 (Yuzhong)
  • E16 (Yingchuang)
  • P5 (Chize)
  • PC7 (Daling)
  • IG2 (Erjian)
  • IG11 (Quchi)
  • E36 (Zusanli)

Pesquisadores da Academia de Ciências Médicas da China do Hospital Guang’anmen da China obtiveram resultados significativos em sua investigação de SARS em 2003. [11] Zhao, dentre outros, usaram os seguintes pontos de acupuntura para pacientes com SARS na fase de recuperação:

  • VG14 (Dazhui)
  • B43 (Gaohuangshu)
  • E36 (Zusanli)

Moxabustão em vez de acupuntura foi aplicada nos pontos de acupuntura. A frequência do tratamento foi de uma vez por dia, durante um total de 7 dias. Todos os 9 pacientes apresentaram melhorias radiográficas documentadas no tórax, um dos quais não apresentava mais alterações radiográficas. Além disso, a porcentagem de CD4 entre os subgrupos de células T aumentou em 4 de 9 pacientes, indicando que a moxabustão auxilia a função imunológica do organismo contra o coronavírus SARS.

Texto original em inglês:
https://www.healthcmi.com/Acupuncture-Continuing-Education-News/2010-acupuncture-and-herbs-covid-19-coronavirus-findings

Referências: [1] xinhuanet.com/politics/2020-02/24/c_1125620808.htm. 3-23-2020. [2] xinhuanet.com/politics/2020-02/24/c_1125620808.htm. 3-23-2020. [3] Hong-Zhi, D. U., H. O. U. Xiao-Ying, M. I. A. O. Yu-Huan, H. U. A. N. G. Bi-Sheng, and L. I. U. Da-Hui. “Traditional Chinese Medicine: an effective treatment for 2019 novel coronavirus pneumonia (NCP).” Chinese Journal of Natural Medicines 18, no. 3 (2020): 1-5. [4] Hong-Zhi, D. U., H. O. U. Xiao-Ying, M. I. A. O. Yu-Huan, H. U. A. N. G. Bi-Sheng, and L. I. U. Da-Hui. “Traditional Chinese Medicine: an effective treatment for 2019 novel coronavirus pneumonia (NCP).” Chinese Journal of Natural Medicines 18, no. 3 (2020): 1-5. [5] Yu, Li. China Administration of Traditional Chinese Medicine. “Qingfei Paidu Decoction has good effect on new coronary pneumonia.” 2-17-2020. [6] Yu, Li. China Administration of Traditional Chinese Medicine. “Qingfei Paidu Decoction has good effect on new coronary pneumonia.” 2-17-2020. [7] Yao KT, Liu MY, Li X, Huang JH, Cai HB. Retrospective Clinical Analysis on Treatment of Novel Coronavirus-infected Pneumonia with Traditional Chinese Medicine Lianhua Qingwen. Chin J Exp Tradit Med Form. 2020: 1-7. [8] Lv RB, Wang WJ, Li X. Treatment of suspected new coronavirus pneumonia with Chinese medicine Lianhua Qingwen. Clinical observation of 63 suspected cases. J Tradit Chin Med. 2020: 1-5. [9] Acupuncture Treatment Guidelines for COVID-19 (Second Edition) [J/OL]. Chinese Acupuncture and Moxibustion:1-2[2020-03-21]. [10] Liu HL, Wang LP, Xuan YB, He PR. The preliminary research on 89 cases of SARS in rehabilitation clinic [J]. Chinese Acupuncture and Moxibustion, 2003(10):66-67. [11] Zhao H, Li YS, Liu B, Li J, Wang S, Hua BJ, Tian CH. Nine cases of the chronic stage of SARS treated by moxibustion [J]. Chinese Acupuncture and Moxibustion, 2003(09):66-67.

Fechar Menu